Dominio: saudeamiga.com
Chave: 0680780a4af82227771af453bb8bd8845c670694
Hora do cache: 1486547490
Vida do cache: 1487843486
Status: 1
Mensagem: Licença válida
Chave do Pedido: ffb957ba0dbf4e3dce6368731962b5b652327d28
Chave do Produto: PROKEY
Scroll Top

Saúde

Conheça os Principais Sintomas de Gordura no Fígado

Para início de conversa, os especialistas dizem que a gordura no fígado é uma doença comum hoje em dia, e felizmente, trata-se de uma condição reversível. Ou seja, através de alguns conselhos determinados, poderemos eliminar este excesso de gordura no fígado.

No artigo, falaremos sobre esse tema. Como cuidar, se prevenir e qual o tratamento necessário. Veremos também, quais sintomas podem surgir, para que possamos atuar o quanto antes.

Lembre-se! Se surgir qualquer dúvida ou estiver sentindo algum incômodo, não hesite em consultar um médico. Mantenha sempre a saúde em primeiro lugar!

Gordura Abdominal

Você sabe o que é fígado gorduroso?

Para a medicina, o fígado gorduroso é conhecido como “esteatose hepática”. Em primeiro lugar, devemos falar, que é uma doença benigna. Ou seja, se a mesma não for tratada corretamente, pode resultar em estados mais graves a longo prazo.

O que acontece com o passar do tempo é que em nosso fígado são armazenados os ácidos graxos e os triglicerídeos, que fazem com que este órgão vital para o nosso organismo fique doente. Ele “entra em colapso”, de forma que já não é capaz de realizar suas funções de metabolização e depuração de substâncias tóxicas com a mesma eficácia de antes.

Também é importante saber que, quando há um excesso de gordura no fígado, ele sofre pequenas feridas constantes, que tenta reparar. Aparecem algumas cicatrizes, pequenas lesões permanentes que são conhecidas como cirrose. É fundamental ter isso em mente.

Sintomas de gordura no fígado

Cansaço: Um dos indicadores principais é que as pessoas que têm o fígado doente ou um excesso de gordura nas células hepáticas apresentam um cansaço muito forte. Ele é notado principalmente pela manhã: é muito difícil se levantar, espreguiçar e encontrar forças para começar o dia. O esgotamento também é muito intenso depois das refeições.

Mal-estar: Quando há um excesso de gordura no fígado, ele tende a se inflamar e aumentar de tamanho. O abdômen dói e sentimos um incômodo muito característico embaixo das costelas, que se irradia até a região das costas. É uma pressão que pode se transformar em uma espécie de “dor quente”, como se fosse uma placa ardendo.

Falta de apetite: O fígado gorduroso ocasiona, por sua vez, um mal-estar geral que faz com que, aos poucos, comecemos a perder o apetite. A digestão se torna mais difícil e pode ser tão dolorosa que acabamos emagrecendo de um modo muito chamativo e perigoso.

Risco de cirrose: Como já falamos, ter um excesso de gordura no fígado faz com que apareça uma série de lesões e cicatrizes que causam a cirrose. Se não forem tratadas, podem causar icterícia, ou seja, fazer com que a nossa pele e até os nossos olhos fiquem com uma coloração característica amarelada.

Como curar gordura no fígado

Gordura no fígado tratamento natural é baseado em uma dieta rica em alimentos integrais, como por exemplo, arroz e macarrão integral, farinha de trigo, frutas, peixes, legumes, leite e derivados é o caminho.

É importante também parar de fumar e de consumir bebidas alcoólicas.

 

Seja o primeiro a comentar!

Para enviar seu comentário, preencha os campos abaixo:

Por gentileza, se deseja alterar o arquivo do rodapé,
entre em contato com o suporte.